sexta-feira, 19 de agosto de 2011

STJ repudia brutal assassinato da juíza Patrícia Acioli


  Por iniciativa conjunta dos ministros Arnaldo Esteves Lima e Luis Felipe Salomão, o Superior Tribunal de Justiça (STJ), na sessão da Corte Especial desta quinta-feira (18), manifestou sua repulsa ao brutal assassinato da juíza titular da 4ª Vara Criminal de São Gonçalo (RJ), Patrícia Lourival Acioli, ocorrido na semana passada. 

“Foi um ato que surpreendeu a todos, especialmente ao Judiciário, uma vez que ela estava no exercício de suas funções. Isso foi um atentando ao próprio Poder Judiciário. E eu gostaria de fazer essa manifestação de solidariedade à família e repulsa ao que ocorreu”, disse o ministro Arnaldo Esteves Lima. 


  O presidente do Tribunal, ministro Ari Pargendler, afirmou que o pronunciamento traduz o sentimento do STJ. “Daremos ampla publicidade à solidariedade do Tribunal à Justiça do Rio de Janeiro e, especialmente, aos familiares da juíza”, destacou o ministro Pargendler.

Nenhum comentário:

Postar um comentário