domingo, 20 de maio de 2012

Alzheimer: novo método de diagnóstico

         Perda de memória, humor alterado, dificuldades em realizar tarefas domésticas, desorientação de tempo e espaço, perda de iniciativa e motivação estão entre os sintomas do Mal de Alzheimer, doença que atinge mais de 25 milhões de pessoas no mundo. Um novo método de diagnóstico precoce está sendo desenvolvido e pode mudar os rumos da doença em um futuro bem próximo.
      Cientistas alemães da Universidade de Leipezig desenvolveram um novo método capaz de identificar a doença anos antes de o paciente apresentar os primeiros sintomas. A novidade foi apresentada durante o 40º Congresso da Sociedade Alemã de Medicina Nuclear, na cidade de Brêmen.
      Duas substâncias desenvolvidas pelos cientistas permitem reconhecer alterações no tecido cerebral, onde são depositadas determinadas proteínas muito antes de a perda de memória se instalar no paciente. 
       As tais proteínas são denominadas placas beta-amiloides e são produzidas no cérebro dez anos antes de os sintomas da doença se manifestarem.
      A melhoria no diagnóstico do Alzheimer através do novo método é bastante significativa, de acordo com Sabri, que espera lançar sua descoberta no mercado ainda este ano. "Os novos procedimentos melhoramo atendimento ao paciente", disse ele, reconhecendo, porém, não haver ainda um tratamento adequado para combater o mal.