segunda-feira, 4 de junho de 2012

Israel predenrá imigrantes ilegais por 3 anos

          Em lei criada que entrará em vigor neste domingo, mostra que  Israel pode prender os imigrantes ilegais por até três anos, disse uma funcionária do Ministério do Interior. Trata-se de uma medida que busca frear o fluxo de africanos que entram no país através da fronteira desértica com o Egito.
        Nessa lei houve muita polêmica, mas foi aprovada pelo Parlamento em janeiro e foi criticada por políticos liberais e ativistas de direitos humanos. Sabine lembrou líderes israelenses que disseram que tentariam reduzir o fluxo de imigrantes, que consideram uma ameaça ao caráter judaico de Israel, e citou o ministro do Interior, Eli Yishai, que no mês passado declarou que queria prender ou deportar os imigrantes ilegais.
Milhares de imigrantes, a maioria de Sudão e Eritreia, chegaram a Israel nos últimos três anos. O ritmo de imigração chegou a cerca de dois mil estrangeiros por mês desde dezembro, totalizando 60 mil desde o início do fluxo.