domingo, 29 de julho de 2012

Populares atearam fogo na casa do assassino da menina Cíntia

       Logo após o enterro da menina Cintia Lívia, encontrada morta na manhã de quinta feira, 26,  em Tibau, uma multidão de aproximadamente, 1500 pessoas, tocaram fogo na residência de Poliano Cantarele Fernandes Lacerda, 35 anos, réu confesso do assassinato de Cíntia. Após derrubarem o muro, as portas e janelas foram arrancadas e, em seguida, atearam fogo que destruiu todo o imóvel, com o teto e as paredes caindo sob muitos aplausos e gritos de justiça.
          O fogo queimou tudo que havia na casa onde não havia ninguém. O velório e o cortejo fúnebre foram acompanhados por policiais  de Tibau com um reforço de Mossoró. O acusado está preso em Mossoró e em, aproximadamente, dez dias o processo será concluído e encaminhado a justiça.