quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Garçons do RJ estão faturando com Gorjetas dos Turistas nas Olimpíadas 2016

Bar em Copacabana lotado de gringos (Foto: Patricia Teixeira/G1)

Quitação de carro, reforma na casa, investimento em cursos e uma bela viagem ao Ceará. Esses e muitos outros planos estão sendo feitos por garçons de bares do Rio por conta da gorjeta caprichada – além dos 10% usuais sobre o valor da conta – que têm recebido dos estrangeiros, hospedados na cidade para a Olimpíada.

Bares lotados, consumo acima das expectativas e uma gorjeta que faz qualquer pessoa abrir um largo sorriso. Em alguns estabelecimentos da Lapa, de Copacabana e do Leblon, visitados pelo G1, garçons estimam arrecadar até R$ 7 mil só com a famosa "caixinha", até o final da Paralimpíada – que acontece entre 7 e 18 de setembro.

Foi difícil fazer Pedro Araújo, mais conhecido como Juninho, do Bar Jobi, no Leblon, parar cinco minutos para dar entrevista. Conhecido por lá como "garçom simpatia", Juninho é um dos funcionários que mais ganham gorjetas e também um dos mais assediados.

"Atendo a mais de cem gringos por dia, eles são mão aberta, sabem gratificar bem a gente. Mas eu fico feliz mesmo de poder atendê-los e não me incomodo quando não recebo. Mas, claro, que a gente gosta de ganhar um dinheirinho a mais", conta Juninho, que trabalha há 22 anos no bar e é amigo de vários clientes.

Segundo o garçom, a gorjeta extra tem variado de R$ 10 a R$ 50 por estrangeiro. Um crescimento de mais de 100% comparado a meses anteriores. "Hoje mesmo ganhei R$ 150 de uma única pessoa".

Se tudo der certo, Juninho quer chegar aos R$ 7 mil, que colocou como meta. "Quero levar minha mulher e meus filhos para uma viagem para o Ceará", revelou o veterano na arte de servir bem o freguês.

fonte: Portal G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário